O super-poder dos porquês

O super-poder dos porquês

É por volta dos 3/4 anos de idade que as crianças alcançam a chamada “fase dos porquês”.
Aqui torna-se visível o super-poder que nasce com as crianças: a curiosidade!
Nesta altura, começam a desenvolver a capacidade de criar imagens mentais na ausência de objetos/pessoas, complexificando o seu raciocino dando origem aos famosos “porquês”.

Estas poderosas perguntas às vezes são de tal forma surpreendentes que os pais podem nem saber responder prontamente. A espontaneidade da criança é tão grande que pode ainda acontecer a pergunta surgir num contexto menos apropriado. A curiosidade não tem hora nem lugar marcado, precisa é de ser saciada.

Deixamos aqui algumas sugestões que poderão facilitar-lhe a vida na ajuda aos mais novos:

– Evite expressões do tipo “não sejas chato” ou “cala-te um bocadinho”. Estas, para além de bloquearem a curiosidade da criança, poderão afetar a sua auto-estima;

– Se não sabe responder a alguma das perguntas que a criança lhe coloca, não invente uma resposta pois a criança vai  tomá-la como verdadeira;

– Mesmo que saiba a resposta poderá incentivá-la a procurar a solução em livros, na internet ou outros meios. Esta atividade feita em conjunto proporciona um momento em família que certamente deixará a sua criança feliz;

– Perante uma situação de contexto inapropriado para lhe dar a resposta, diga-lhe que conversarão sobre esse assunto mais tarde. E não deixe que a questão caia no esquecimento. Assim que possível retome a pergunta da criança, ajudando-a a encontrar a resposta e explicando-lhe o porquê de não terem conversado logo sobre o assunto. Isso poderá ajudá-lo a identificar um contexto desapropriado numa situação futura;

– Lembre-se que a resposta deverá ser adequada à idade da criança e à sua capacidade de compreensão.

Cortar as asas à curiosidade é como cortar as asas ao conhecimento e ao gosto de aprender.